17 de julho de 2024

BUTTINA GASTROBAR

BUTTINA FUTEBOL AO VIVO E GASTRONOMIA

Após eliminação, Pia Sundhage retorna para a Suécia em silêncio e com futuro incerto na seleção

2 min read

Após eliminação, Pia Sundhage retorna para a Suécia em silêncio e com futuro incerto na seleção

A treinadora sueca Pia Sundhage deixou o hotel em que a seleção brasileira estava hospedada na Austrália, uma das sedes do Mundial, na madrugada desta quinta-feira, dia 3

A técnica de 63 anos não conversou com a imprensa e saiu do local em completo silêncio

Categorias: Seleção Brasileira

Por: Agência Estado, 03/08/2023

Após eliminação, Pia Sundhage retorna para a Suécia em silêncio e com futuro incerto na seleção

Destaques

Campinas, SP, 03 – Tida por muitos como uma das principais responsáveis pela eliminação precoce do Brasil na Copa do Mundo feminina de 2023, a treinadora sueca Pia Sundhage deixou o hotel em que a seleção brasileira estava hospedada na Austrália, uma das sedes do Mundial, na madrugada desta quinta-feira, dia 3. A técnica de 63 anos não conversou com a imprensa e saiu do local em completo silêncio.

Acompanhada por sua comissão técnica, Pia foi a primeira integrante da delegação a sair da Austrália. As demais jogadoras devem ir embora do país entre sexta-feira e domingo em um voo fretado pela CBF. A logística ainda está sendo acertada pela confederação. Pia retornará para a Suécia, onde deve descansar após o vexame histórico sofrido pela seleção. É a primeira vez desde 1995 que o Brasil fica fora de uma fase de grupos de uma Copa do Mundo.

O futuro da sueca no comando da equipe brasileira é incerto. Em entrevista coletiva após o empate contra a Jamaica, a treinadora foi sucinta e apontou para o óbvio: seu contrato termina em agosto do ano que vem após os Jogos Olímpicos de Paris, para a qual o Brasil já está classificado.

O presidente da CBF Ednaldo Rodrigues, no entanto, ainda não confirmou a permanência da treinadora e pretende “esfriar a cabeça” antes de tomar qualquer decisão. Em nota divulgada a imprensa, o cartola afirmou que, apesar do resultado decepcionante, o investimento no futebol feminino não irá diminuir.

“Já antecipo que este resultado em nada irá mudar o propósito da CBF na minha gestão de continuar investindo de forma consistente no futebol feminino como um todo. Pelo contrário, vamos intensificar este investimento. Teremos agora um ciclo olímpico pela frente e seguiremos dedicados a avançar”, disse Rodrigues.

No comando da seleção brasileira, Pia Sundhage soma 34 vitórias, 13 empates e 10 derrotas em 57 jogos disputados. Foram 139 gols marcados e 42 sofridos.

Categorias: Seleção Brasileira

Por: Agência Estado, 03/08/2023

Confira também:

Noticias Relacionadas