1 de julho de 2022

BUTTINA GASTROBAR

BUTTINA FUTEBOL AO VIVO E GASTRONOMIA

Eleições 2022: Aliança inicia construção de carta compromisso sobre alimentação adequada e saudável – Aliança Pela Alimentação Adequada e Saudável

2 min read
Eleições 2022: Aliança inicia construção de carta compromisso sobre alimentação adequada e saudável   Aliança Pela Alimentação Adequada e Saudável

Eleições 2022: Aliança inicia construção de carta compromisso sobre alimentação adequada e saudável Aliança Pela Alimentação Adequada e Saudável

19/05/2022 – Blog Notícias

A Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável reuniu na última quarta-feira (4) parte de seus integrantes na primeira roda de conversas sobre as eleições. Nesta rodada introdutória, os membros debateram sobre como as candidaturas às eleições de 2022 podem implementar políticas públicas que promovam a alimentação saudável e adequada no âmbito infantil. 

O seminário virtual foi mediado por Raphael Barreto, gestor de projetos do Desiderata e membro do núcleo gestor da Aliança. Ao longo da conversa, os integrantes falaram sobre o trabalho desenvolvido no Grupo Temático Comida de Criança e sua relação direta com outras pautas como a publicidade infantil e a Nbcal (Norma Brasileira para Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância, Bicos, Chupetas e Protetores de Mamilo), para a promoção da amamentação e alimentação complementar saudável.

Foi destacada também a necessidade de medidas regulatórias, especialmente aquelas que proíbam o marketing e a publicidade infantil. A inclusão da mulher nas questões de alimentação infantil também foi uma vertente bastante destacada, pensando na amamentação, principalmente. 

O intuito das rodas de conversas é elencar as prioridades dentro de cada tema da agenda de atuação da Aliança, para construção de uma carta proposta que será levada aos candidatos das Eleições 2022.

Os temas que ainda serão debatidos são: medidas regulatórias que estimulem a alimentação saudável e adequada e desestimulem o consumo de alimentos não-saudáveis, a garantia da água como direito humano e bem comum, e o de produção agroecológica e agricultura familiar.

Compartilhe:

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Relacionado

Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *